Sign In
 
  Logotipo da Autoridade Nacional de Protecção Civil Subscreva o Boletim Mensal da ANPC
CONTACTOS
MAPA DO SITE
ENGLISH
Texto Normal Texto Grande Texto Sem Contraste Texto Com Contraste
PESQUISA
PERGUNTAS FREQUENTES
 SISTEMA NACIONAL
 AUTORIDADE NACIONAL
 BOMBEIROS
 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFÍCIOS
 RISCOS E VULNERABILIDADES
 EDUCAÇÃO E CIDADANIA
 RELAÇÕES INTERNACIONAIS
 LEGISLAÇÃO
 CONCURSOS
 LINKS ÚTEIS
FEB

 
INFORMAÇÃO POR DISTRITO
    Aveiro Beja Braga Bragança Castelo Branco Coimbra Évora Faro Guarda Leiria Lisboa Portalegre Porto Santarém Setúbal Viana do Castelo Vila Real Viseu
Facebook Twitter Flickr You Tube

Link para o Portal do Governo de Portugal

Link para informação sobre o Quadro de Referência Estratégico Nacional

Link para o clube da protecção civil

Link para o Livro Nós e os riscos

Link para a Escola Nacional de Bombeiros

Nobre Casa da Cidadania
PREVENÇÃO E PROTECÇÃO  PÁGINA INICIAL 
 Apresentação
 Riscos Naturais
 Riscos Tecnológicos
 Estudo do Risco Sismico e de Tsunamis do Algarve
 Planos de Emergência
 Cartografia de Risco
 Infraestruturas Críticas
 Avaliação Nacional de Risco
Em Portugal Continental 
Skip Navigation Links
SismosExpand Sismos
CheiasExpand Cheias
SecasExpand Secas
Incêndios FlorestaisExpand Incêndios Florestais
P. IntensasExpand P. Intensas
TrovoadasExpand Trovoadas
Ondas de CalorExpand Ondas de Calor
Vagas de FrioExpand Vagas de Frio
NevõesExpand Nevões
CiclonesExpand Ciclones
TornadosExpand Tornados
A. GeomorfológicosExpand A. Geomorfológicos
Seg. de BarragensExpand Seg. de Barragens
Os Incêndios Florestais em Portugal Continental

A distribuição temporal dos incêndios florestais em Portugal Continental é marcadamente sazonal, verificando-se o maior número de ocorrências e de área ardida nos meses de Julho, Agosto e Setembro.

A área ardida nos meses de Inverno não é muito significativa, comparativamente ao resto do ano.


Fig. 2 - Sazonalidade da ocorrência de incêndios florestais, em 2009.                                                                                                                         (Fonte: Autoridade Florestal Nacional). 

 

Fig. 3 - Sazonalidade das áreas ardidas. (Fonte: Autoridade Florestal Nacional).

 

O número médio de incêndios registado anualmente em Portugal Continental, para o período de 1999 a 2008, é cerca de 24.937.

A área nacional ardida apresenta um valor médio anual (1999 - 2008) de 148.452 hectares, dos quais aproximadamente 82.000 hectares são de povoamentos florestais.

Fig. 4 -  Ocorrências e áreas ardidas (1999 - 2009). (Fonte: Autoridade Florestal Nacional).

 

A distribuição espacial do número de incêndios florestais e das áreas não é homogénea.

As regiões do Norte e do Centro do país são, no geral, aquelas onde se regista um maior quantitaivo de incêndios florestais e de áreas ardidas.

Fig. 5 -  Áreas ardidas (1990 - 2004). (Fonte: Autoridade Florestal Nacional).
    Avisos legais  | Ficha técnica | Gestor técnico